domingo, 27 de março de 2016

Marry me



Saiba que existe em mim uma dor forte e profunda por não poder cuspir todo esse ardor 
que nem mesmo sei de onde veio.

Todo o amor que ainda nem mesmo sei se sinto.

É triste ser um ser assim, tão indeciso.
Ainda nem mesmo sei se mais triste para mim, ou para quem espera pelo que sinto.

Me desculpe se um dia desses eu nos envenenar,
quando ainda nem mesmo souber definir se morreremos por amor ou pelo agridoce do meu egoísmo,
que disfarço agora nesse pedido de casamento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário