terça-feira, 28 de janeiro de 2014

Carta [2]



Se você pudesse ler as cartas que queria te mandar...

"O mundo está errado sem você aqui.
Ninguém mais se importa com o amor.
Poucas são as pessoas que ainda prezam a verdade, e sabe, tá bem difícil encontrá-las.
Os princípios que para você eram a honra de um homem, hoje estão sendo pouco a pouco diluídos.
São tantas as distrações.
Acho que você nem pode imaginar o quanto é fácil se perder por aqui.
O que você já sabia e esqueceu de me dizer é que nem todos nós conseguiremos nos encontrar."

Só queria deitar no seu colo e te contar sobre como anda a vida.

...

Fazia calor, Fazia palpitar, Fazia sentir, Mas não fazia sentido.

quarta-feira, 22 de janeiro de 2014

Por vezes...


Por vezes preferi não sentir,
Por vezes preferi não pensar,
Por vezes eu não quis tentar.

Por vezes o mundo foi tão pequeno que minha alma dentro dele já não cabia,
Por vezes a rua que me fazia abrigo também me deu castigo,
Por vezes preferi não acordar.

Por vezes ninguém compreendeu o que eu havia dito,
Por vezes ninguém pode enxergar o que eu vejo,
Por vezes preferi me calar.

Afinal, ninguém se deu ao trabalho de perguntar sobre nossa preferência.