terça-feira, 15 de dezembro de 2015

Vazei



Tive de dizer adeus de novo para ir plantar amor em outro quintal,
já que no seu nada floresceu eu juntei meu cuidado, afeto e atenção,
recolhi as sementes que já tinha espalhado no chão.



sexta-feira, 30 de outubro de 2015

Papel de palhaço



Então se não estiver disposto a fazer papel de palhaço...
lamento informar,
restam poucas vagas no elenco.

quarta-feira, 21 de outubro de 2015

Alô...



Ufa!
Não pensei que seria capaz de me arriscar tanto.
Nossa, não imaginei que conseguiria.
Caramba, como que dessa vez fui mesmo capaz?

Senti isso tudo assim que desliguei o telefone.
Corri para secar o suor de nervoso que escorreu como a mais genuína das formas de dizer: "estou nervosa demais só por falar com você".
Depois corri pra cama, abracei o travesseiro e juro, por uns 3 minutos não pensei em NADA, nem em você.

Nirvana.

segunda-feira, 21 de setembro de 2015

Engodo



Parei pra olhar pra dentro e tava nublado,
tentei respirar e sufoquei.
Descobri a toxina que durante 21 anos inalei.

Quem sabe a explicação pra tanto vazio?
De tudo resta um sozinho, tentando arar o solo infértil,
após o acido que corroeu cada vértebra de esperança ligada ao coração.

Afoguei em mim mesmo, como lodo, engodo, da velha conhecida falta de amor.

sexta-feira, 24 de julho de 2015

Meu lugar é você



Já te mostrei todos os meus lugares,
já te apresentei meu mundo
e você nem sabe.

sexta-feira, 17 de julho de 2015

Apêndice



Sempre tive muito medo do meu apêndice. Um medo terrível de que um dia meu apêndice estourasse.
Ele está ali e de repente se parte. Nenhum sinal prévio... em um belo dia ele apenas pode preferir partir ao fazer parte de você. Então aquela dor insuportável te deixando imóvel e obrigando a abandonar seus planos futuros, porque agora que ele partiu, e sentir que falta um pedaço em você, te tira as forças pra continuar. Eu morro de medo de estourar meu apêndice. 

segunda-feira, 22 de junho de 2015

Protagonista


Não quero respeito porra nenhuma!

Quero que você minta pra mim,
bata na minha porta de madrugada completamente despido.

Quero que ligue desesperado fingindo choro, saudade e amor.

O seu respeito não me alimenta,
pelo contrario, corroí.

Quero ser vítima da sua arte,
um ensaio real para a sua nova ficção,
personagem de uma trama suja, covarde e turbulenta,
protagonista do seu novo roteiro.

segunda-feira, 15 de junho de 2015

Hoje cedo



Hoje é um dia triste, partir nunca foi fácil pra mim...
e pedir para ficar só, quando se quer companhia, é uma língua ainda sem tradução pro coração.

Hoje é um dia triste,
pois te pedi para silenciar sem ter te contado a minha história,
com cada verso já ensaiado e um certo cuidado para não te assustar.

Hoje deixei a solidão tomar conta, a fiz de esteio e acenei para você.

Hoje tive de engolir em um só shot minhas lembranças, planos e expectativas sobre nós.

Hoje acabou nosso tempo e eu nem vi o ponteiro do relógio rodar.

Hoje acordei de manhã e pedi para você nunca mais voltar.
(meio querendo dizer pra você me abraçar mais uma vez, hoje)

quinta-feira, 4 de junho de 2015

Existe explicação?



Há explicação em termos conceitos tão, tão distintos sobre o amor?

Amar sempre me foi um sentimento tão intenso
que jamais me caberiam dois amores,
que jamais poderia ter dois namorados e ama-los.

Encantada com meu grandioso amor
não sobraria espaço/tempo para reparar
nos encantos de outrem.

Acredito sim em diferente amares,
mas não na partilha de amor.

Ou você ama alguém,
ou nenhuma dessas duas é o seu verdadeiro amor.

sexta-feira, 8 de maio de 2015

Aquele dia



Tudo estaria bem
se a vida se tornasse
um replay
infinito
do dia em que o mundo
foi só
você e eu.
8/3/15

quarta-feira, 6 de maio de 2015

19h



Todos os dias às 19 horas o amor invade o peito.
Traz conforto para o vazio preenchendo os pensamentos de azul anil como o horizonte em dias ensolarados.
Todos os dias às 19 horas ele invade sem pedir licença,
move os lábios até que os dentes se mostrem em um belo sorriso.
Todos os dias às 19 me faz sentir vontade.
Há mais de 19 dias às 19 a felicidade invade.

terça-feira, 17 de março de 2015

Meu nome com o teu


Que a cada dia possamos renovar os votos que estão nas entrelinhas dos nossos olhares ao se cruzar.

8/03/15

segunda-feira, 9 de março de 2015

numa bem melhor



Jamais será normal te ter,
tanto faz se só por um momento ou por muito tempo.
E isso me dá certeza de que se um dia puder te ter por muito tempo,
serei capaz de te surpreender em todos os nossos momentos.

08/03/15

terça-feira, 6 de janeiro de 2015

Agora, já, aqui...


Quando não sei mais o que fazer com a vida,
então deixo que ela faça.